quinta-feira, 22 de abril de 2010

Minhas Férias

“Quando eu era criança pequena lá” em Guaraçaí, interior do Estado de São Paulo, toda volta às aulas tínhamos que fazer uma redação sobre como foi, o que fizemos, durante as férias. Entre os dias 16 e 21 últimos viajamos até São Paulo das Missões, no Rio Grande do Sul, e fomos até o Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina. Eu, Fátima, minha esposa, e Thiago, meu filho mais velho, em nosso bravo Gol 1.0, ano 2006, percorremos mais de 2.700 quilometros, visitando parentes, dormindo em hotéis muito simpáticos, conhecendo um pouco da história e locais destes três lindos estados do Sul que, lembrando minha infância, considerei válido ser relatado aqui. 16/04/2010: Saímos de Maringá e, até para fugir dos inúmeros pedágios que nos cercam, fizemos um caminho diferente, passando por cidades como Floresta, Itambé, Marmeleiro, Francisco Beltrão e Campo Erê. Dormimos num hotel simples mas, muito arrumado, simpático e confortável em Serra Alta, já no Estado de Santa Catarina. A “la minuta” (um jantar que conhecemos aqui como ‘comercial’) tinha tanta comida, tanto em qualidade quanto em quantidade, que não nos foi possível ‘devorar’ tudo! 17/04/2010: Saímos cedo de Serra Alta, chegamos em Santa Rosa, Rio Grande do Sul, a tempo de saborear um bom almoço na casa dos tios Hugo e Marina (que todos chamam de Olga e ninguém, inclusive a própria tia, sabe porque..). Ainda tivemos tempo de ver tio Hugo brincar com o “pé de pitanga que dá bergamota”! Nem era meio da tarde quando chegamos a São Paulo das Missões, cidade natal de meu sogro, descendente de ucranianos oriundos da Rússia, onde fomos calorosamente recebidos pelos tios Paulo e Ana, e os primos Mauri, Alice e toda a família. Tio Paulo, agricultor, cria búfalos. Eu conheci um pé de nozes. Imaginem? O dia terminou com um ótimo churrasco feito pelo Mauri... pena não podermos ficar mais por lá... 18/04/2010: Nos despedimos de Mauri e sua família e seguimos para Santo Ângelo, não sem antes passarmos por Cândido Godói, a terra dos gêmeos. Rota das Missões, a bela Santo Ângelo tem história para contar! A bela igreja, centenária, o museu municipal e tantas outras atrações convidam a um passeio pela rica história daquela região. Em Cruz Alta, chegamos já noite. Ficamos num hotel com nome também típico dos gaúchos: Cuia. 19/04/2010: Cruz Alta nos proporcionou boas surpresas! O prédio da prefeitura é muito bonito. É terra natal de Érico Veríssimo e seu museu, muito bem cuidado, vale boas horas de imersão em sua história, em sua obra. Em frente ao Museu Érico Veríssimo encontramos Sr. Nilton e seu “O Bolichão” onde, entre erva-mate, cuias, bombas, facas gaúchas e artefatos em couro e madeira, podemos encontrar quase de tudo. O tempo foi curto para ‘curtirmos’ Cruz Alta como ela merece! Mas, tínhamos que chegar a Urubici, o que nos fez apenas ‘passar’ por Passo Fundo, Vacaria, Lages (já em Santa Catarina) e nos dar a certeza de que precisaremos voltar com muito mais tempo. Após vencermos a serra do panelão, chegamos a Urubici. 20/04/2010: Fomos muito bem recebidos pela equipe do Parque Nacional de São Joaquim. Michel pacientemente nos apresentou as maravilhas de lá! Morro da igreja, Serra do corvo branco, véu de noiva, mata nebular... vale a pena conhecer o Parque Nacional de São Joaquim! 21/04/2010: Choveu a noite. O frio da manhã registrou nossa saída. De Lages para cá já não tínhamos mais o frio, ficou em Urubici, característico que é de lá. Foram mais de 800 quilometros. Pegamos dois pedágios em Santa Catarina e quatro no Paraná. Mas, o que mais achei estranho não foram as quantidades, foi diferença de preço. Na BR-116 o pedágio é 2,90 reais cada, aqui no Paraná os da BR-376 três custaram 7,40 reais cada e um 5,90. Ué?! As duas não são rodovias federais de pista simples em sua grande maioria??! Estranho!.. Mas, tudo bem! Isso não estragou, em absoluto, minhas férias! Esta viagem foi muito proveitosa, muito interessante, muito boa! O céu ao entardecer, a uns 100 quilometros de Maringá, nos deu um bom retorno.

Um comentário:

Willian MenQ S. disse...

Opa Carlos tudo bem, muito legal esse teu roteiro, o Sul do Brasil é lindo,magnifico a Serra Catarinense sempre majestosa e os campos sulinos do RS são surreiais. Muito legal mesmo, que bom que deu tudo certo. Em 2008 fiz um mochilão até Gramado e Canela e depois fui para Cambará do Sul conhecer o PARNA da Serra Geral e Aparados, fui sozinho pra lá fiquei em albergues e tal foi uma aventura tremenda. E no inicio deste ano fiz uma aventura de Moto rodando por SP e Minas Gerais atras de conhecer amigos e amigas que até então só conhecia na forma virtual. Só o fato de nos deslocarmos e sentir outros ambientes novas culturas, já é emocionante. Bacana que tem este espirito tbm

Abraços e sucesso