quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

2010... 10 mil!!

video
Fecho 2009 alcançando mais de dez mil visitas no Blog!
Esta é uma conquista que devo a Você! Você que passa por aqui, que apóia, mesmo que silenciosamente, o nosso trabalho!
Entre conquistas e derrotas, assim como o sempre, fecharemos mais um ano! Mas, neste ano, além das realizações obtidas, me felicito com Você visitante deste Blog... e agradeço: Muito Obrigado por Você fazer parte das nossas lutas, nossas conquistas.. Nossas Vidas!
E, assim como o sempre, abrimos mais um Ano Novo com renovadas forças, com maiores esperanças e determinação! Superaremos nossas batalhas em 2010!
E que 2010 seja 10, mais 10, 10 mil!!
Saudável, Feliz e Concretizador Novo Ano a Você! Que, em 2010, todos possamos trilhar:
Sonhos, Caminhos e Realizações!

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Instituto entra em 2010 com 334 propostas de criação de unidades de conservação

Brasília (28/12/2009) – Trabalho não vai faltar. O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) entra em 2010 com 334 propostas de criação de unidades de conservação (UC). Embora a maioria esteja na fase inicial, 58 seguem de vento em popa. Dessas, 19 passam por consultas públicas, com 13 concluídas. Esses processos já foram, inclusive, remetidos ao Ministério do Meio Ambiente (MMA) para a negociação com os governos federal e estaduais antes da edição do decreto presidencial de criação das unidades. Juntas, essas 13 unidades vão adicionar 1,5 milhão de hectares aos mais de 80 milhões de hectares protegidos atualmente. Assim, se tudo correr bem, em 2010 o Brasil pode superar a marca dos 82 milhões de hectares de UC federais, o que representará praticamente 10% do território nacional. Os dados são da Coordenação de Criação de Unidades de Conservação do ICMBio. RESEX - Em 2009, o ICMBio criou quatro unidades de conservação - as reservas extrativistas (Resex) de Cassurubá, na Bahia, Prainha do Canto Verde, no Ceará, e Renascer, no Pará, e o Monumento Natural Rio São Francisco, entre a Bahia e Sergipe - e ampliou a Resex Marinha da Baía do Iguape, na Bahia. No total, essas unidades acrescentaram mais 382.183 hectares ao conjunto de áreas protegidas pelo governo federal. A sociedade também fez a sua parte. O esforço de preservação realizado pelos proprietários rurais redundou na criação de 27 Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) em nove estados da federação, o que resultou em mais 11 mil hectares. As RPPN têm titularidade privada, mas passam pelo crivo do Instituto Chico Mendes, que autoriza a criação e monitora o uso para evitar desvios na cumprimento dos objetivos das unidades. BIOMAS - O analista ambiental Marcelo Cavallini, que chefia a Coordenação de Criação de Unidades de Conservação do ICMBio, disse que, no pacote das 334 propostas de instalação de UCs, estão contempladas áreas de todos os biomas, com prioridade para os pampas, o pantanal e, principalmente, a zona costeira e marinha, que têm hoje baixa representatividade no mapa das áreas protegidas. Entre as UC marinhas, o Refúgio de Vida Silvestre (RVS) Peixe-boi marinho (foto), no litoral entre Ceará e Piauí, está em estágio mais avançado. Ainda segundo o coordenador de Criação de Unidades de Conservação do ICMBio, a meta é se aproximar dos compromissos assumidos pelo Brasil na Convenção da Diversidade Biológica (CDB), que prevêem a proteção de, no mínimo, 10% de cada bioma e 30% da Amazônia. Para isso, Cavallini e sua equipe buscam superar as dificuldades internas, resultado do processo de estruturação do ICMBio, que tem pouco mais de dois anos de criação, e externas, geradas pelos conflitos com grandes projetos de infraestrutura, bancados por governos ou empresários. “Agora em 2010, que é um ano eleitoral, haverá muita indefinição política e, por consequência, mais dificuldades para realizar o nosso trabalho. Mesmo assim, vamos continuar trabalhando para procurar resolver os conflitos e atingir as nossas metas”, afirmou ele. COMO É – O processo de criação de unidades de conservação prevê várias etapas. Após o recebimento e análise prévia da proposta, são realizados estudos e levantamentos de dados biológicos, socioeconômicos, fundiários e de ocupação do solo na região a ser preservada. Em seguida, inicia-se a fase de reuniões setoriais que precedem as consultas públicas às comunidades residentes ou atuantes no entorno, objetivando o esclarecimento, a eventual complementação de informações e o aprimoramento dos limites propostos. Por último, o processo é concluído com a elaboração da minuta de decreto presidencial e encaminhamento ao MMA. Nas duas primeiras fases, o Instituto Chico Mendes têm papel decisivo. Já na última etapa, entram em cena o Departamento Jurídico do MMA e a Casa Civil da Presidência da República. Todo esse processo, que em alguns casos dura anos, pode ser deflagrado tanto por iniciativa das comunidades, que solicitam a instalação da unidade de conservação, como pelo próprio Instituto Chico Mendes, que, no âmbito federal, é o órgão ambiental responsável pela criação, implementação e gestão das unidades. (Fonte: Ascom/ICMBio)

A Evolução do Ensino da Aritmética

(Do Blog do Thiago) Antigamente se ensinava e cobrava tabuada, caligrafia, redação, datilografia... Havia aulas de Educação Física, Moral e Cívica, Práticas Agrícolas, Práticas Industriais e cantava-se o Hino Nacional, hasteando a Bandeira Nacional antes de iniciar as aulas...
Leia relato de uma Professora de Matemática: Semana passada comprei um produto que custou R$15,80. Dei à balconista R$ 20,00 e peguei na minha bolsa 80 centavos, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer. Tentei explicar que ela tinha que me dar 5,00 reais de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender. Por que estou contando isso? Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:
1. Ensino de matemática em 1950: Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda. Qual é o lucro?
2. Ensino de matemática em 1970: Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda ou R$80,00. Qual é o lucro?
3. Ensino de matemática em 1980: Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$80,00. Qual é o lucro?
4. Ensino de matemática em 1990: Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )R$ 20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( )R$100,00
5. Ensino de matemática em 2000: Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$80,00. O lucro é de R$ 20,00. Está certo?
( )SIM ( ) NÃO
6. Ensino de matemática em 2009: Um lenhador vende um carro de lenha por R$100,00. O custo de produção é R$ 80,00. Se você souber ler coloque um X no R$ 20,00.
( )R$ 20,00 ( )R$40,00 ( )R$60,00 ( )R$80,00 ( )R$100,00
E se um moleque resolve pichar a sala de aula e a professora faz com que ele pinte a sala novamente, os pais ficam enfurecidos pois a professora provocou traumas na criança.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Excelente Ano Novo!!

Feliz Natal!

Rebio das Perobas recebe computador

A DB1 Informática lançou, dia 28 de novembro, o Projeto DB1ECO que visa implantar medidas de conscientização e preservação do meio ambiente, com ações como coleta seletiva do lixo gerado pela empresa, o uso de canecas e squeeze ao invés de copos plásticos, cartazes e mensagens de como ações simples e individuais podem fazer mudanças representativas e coletivas. Demonstrando que Pequenas Atitudes podem, sim, gerar Grandes Impactos.
Os colaboradores da empresa assistiram, na oportunidade, palestra com o engenheiro Carlos De Giovanni, Chefe da Reserva Biológica (Rebio) das Perobas, servidor do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), vinculado ao Ministério do Meio Ambiente. O palestrante apresentou "PoDer CriAr", demonstrando como o Meio Ambiente tem sido prejudicado com ações poluidoras do homem e maneiras simples de evitar sua degradação. Giovanni instigou os colaboradores a pensarem no Planeta como sua casa, e na humanidade como seres dependentes dos recursos naturais, de maneira a pensar que preservar o meio ambiente é preservar a nossa própria vida.
Firmando a recente parceria entre Rebio das Perobas e DB1 Informática, neste último dia 15, Giovanni recebeu, das mãos dos colaboradores da empresa, César e Paula, um computador desk top revisado, doado à Reserva.
"Mais que um agradecimento pela palestra ministrada, esta doação é uma demonstração de que a DB1 preocupa-se em contribuir com ações voltadas à conservação ambiental", afirma César. "Este computador será extremamente útil às ações administrativas na Rebio e, mais que isso, simboliza a efetivação da parceria entre o ICMBio e a DB1 Informática. Estou certo que trabalharemos juntos em outras ações voltadas à conservação do Meio Ambiente", completou Giovanni.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Making of da Operação: é o biXo!..

video

(Video: Carlos AF De Giovanni)

Posto da Força Verde é inaugurado em Cianorte

video

(Vídeo: Carlos AF De Giovanni)

O Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde (BPAmb-FV) e a Secretaria do Meio Ambiente inauguraram no último dia 15, às 15h, o posto de Polícia Ambiental de Cianorte, resultado de convênio com a Prefeitura. A missão é fortalecer as ações da Força Verde na região, tanto na educação ambiental quanto no combate e repressão aos crimes contra o meio ambiente. A instalação da Força Verde em Cianorte também agiliza a fiscalização e o atendimento à população. Os serviços estão subordinados a 3ª Companhia do BPAmb, de Umuarama, responsável por 60 municípios da região Noroeste. Segundo o sargento Marcelo Fanti, comandante em Cianorte, em breve serão definidos quais municípios ficarão a cargo do posto cianortense. O BPAmb-FV é uma unidade especializada da Polícia Militar do Paraná. Entre suas atribuições estão ações preventivas e repressivas, para coibir e dissuadir ameaças ou depredações da natureza, a defesa da flora e da fauna silvestre de acordo com a legislação e autuação de infratores em flagrante. Em Cianorte, a FV já trabalha há três meses no combate ao tráfico de animais silvestres. Em decorrência dessa atuação, muitas pessoas estão procurando o posto para informar sobre a posse de pássaros e outros animais. Para denúncias contra maus tratos a animais e agressões à natureza, o posto coloca à disposição do público dois números de telefone (44) 3637-3439 e 0800-643-0304. O posto fica na Avenida Amazonas, 904. (Fonte: Tribuna de Cianorte)

Decreto estabelece regularização ambiental de propriedades

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou, nesta quinta-feira (10/12), um decreto para a regularização ambiental das propriedades rurais. A legislação já foi encaminhada para publicação no Diário Oficial e determina a todos os proprietários que demarquem suas reservas legais e áreas de proteção ambiental. "O presidente optou por um caminho equilibrado, ao dar condições de cumprimento da lei. Essa posição combina mais produção de alimentos com mais preservação ambiental", anunciou o ministro Carlos Minc, durante abertura da Conferência Nacional de Saúde Ambiental, que começou hoje em Brasília. Os proprietários terão um prazo de três anos para aderir ao programa de regularização, denominado Mais Ambiente, mas se não o fizerem serão multados a partir do décimo-oitavo mês de vigência da lei. "O programa ajuda o agricultor a se legalizar, com educação ambiental, apoio técnico, extensão rural, crédito, apoio financeiro. Dá uma mão para quem quer proteger a natureza, o que é obrigatório", explicou o ministro. Carlos Minc ainda enfatizou que a legislação é para todos, mas traz diferenças entre grandes e pequenos proprietários. "O apoio técnico é para todos, a simplificação, a desburocratização da averbação das propriedades (registro em cartório), mas a averbação será gratuita para as pequenas propriedades. O apoio financeiro será para quem precisa." (Fonte: Ascom/MMA)
Veja o Decreto na íntegra:

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

A Lenda das Cataratas do Iguaçu

domingo, 13 de dezembro de 2009

Rebio das Perobas doa livros e revistas

O ICMBio, através de seus servidores lotados na Rebio das Perobas, doa livros e revistas às escolas municipais de Tuneiras do Oeste, Paraná. A doação ocorreu no último dia 10 deste mês, nas dependências da Secretaria Municipal de Educação. Secretaria, diretores e representantes das escolas municipais da sede do município e dos distritos de Aparecida do Oeste, Cuaraitava e Marabá, receberam vários exemplares de revistas de circulação nacional e livros para o Ensino Fundamental e Médio, especialmente de Ciências, Química e Biologia. “É apenas o início de uma grande campanha que queremos assumir, junto com o município”, disse Carlos De Giovanni, Chefe da Rebio. “São revistas que nós, servidores da Rebio, assinamos, bem como livros arrecadados junto aos professores de escolas particulares de Cianorte e Maringá, muitos livros que minha esposa, que é professora, arrecadou e alguns que eram meus, do tempo bom que fui professor de Química. Tenho certeza que serão muito úteis para consultas, recortes e trabalhos extracurriculares dos alunos”, diz Giovanni. “Esta verdadeira parceria com o ICMBio, através da Reserva das Perobas, se consolida a cada dia. Várias iniciativas desenvolvidas no município contam com o apoio do ICMBio e, com esta doação, iniciamos mais uma ação importante aos nossos educandos e, com a construção de nossa ‘Biblioteca Cidadã’ a arrecadação e doação de livros e revistas serão muito importantes”, afirma Antonia Barbizan, Secretaria de Educação de Tuneiras do Oeste. “As bases para o trabalho em uma Unidade de Conservação de Proteção Integral da categoria a que pertence a Rebio são Proteção, Pesquisa e Educação Ambiental. Na Rebio das Perobas, já temos várias pesquisas, iniciamos nosso Plano de Manejo e teremos a Academia conosco; na proteção da Unidade, temos nossa ‘Operação biXo’ finalizando sua Fase II e, para o ano que vem, desencadearemos sua Fase III e, assim, passará a ser uma operação constante e perene. Na Educação Ambiental, vários cursos e palestras já foram realizados, outras ações também, e com esta doação inicia a ação em que mais acredito: ‘antes de Educação Ambiental é preciso ter Educação’; assim, estamos colaborando com a construção do caráter dessas crianças, que serão, no futuro, profissionais mais competentes, pessoas mais comprometidas com o que for ético e correto, seres humanos melhores”, completa Giovanni.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Rebio das Perobas conclui a fase II da Operação biXo

Brasília (11/12/09) – Trinta e sete pássaros apreendidos e sete autos de infração aplicados. Esse foi o saldo de mais uma etapa da Fase II da Operação biXo (com xis mesmo, para dar uma ideia de passar um xis no crime ambiental), realizada, entre os dias 4 e 8 passados, pela Reserva Biológica (Rebio) das Perobas, no Paraná. O objetivo foi o de combater a caça, o tráfico de animais silvestres e a extração ilegal de palmito. Nos dois primeiros dias, o grupo de fiscais foi dividido em três equipes, sendo uma de apoio e duas que entraram na Unidade. No dia 6, nova incursão na Rebio das Perobas contou com quatro equipes, sendo duas de apoio e duas que entraram na UC para verificar se havia a presença de caçadores. No dia 7, foram realizadas operações de fiscalização contra posse irregular de animais silvestres sem autorização, com especial atenção para passariformes (passarinhos), nos distritos de Marabá, Cuairaitava e cidade de Tuneiras do Oeste. No município de Cianorte os trabalhos foram realizados na Vila Rural (Renascer) e Distrito São Lourenço. O último dia de operação foi dedicado à montagem de processos criminais e à soltura de pássaros, libertados após passarem por análise biológica. METAS – Os trabalhos de fiscalização e monitoramento dentro da Rebio das Perobas reforçaram a presença institucional do governo dentro da Unidade. Não foram observados caçadores no interior da Reserva, porém verificados vários indícios da presença deles, como trilhas, barracos, vegetação cortada, entre outros. Uma das equipes flagrou dois homens próximos à unidade, que se evadiram com a aproximação dos servidores, deixando para trás inclusive uma motocicleta. A moto foi levada para a delegacia como “veículo em estado de abandono”, pois se constatou que ela tinha registro irregular. (Fonte: Ascom/ICMBio)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Ações da Operação biXo

video

(Programa Hora da Notícia - TV Cinturão Verde, Cianorte/PR - 08/12/2009)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Programa aquaIGUAÇU conquista o terceiro lugar no Prêmio Melhores Práticas da A3P

O Programa aquaIGUAÇU ficou com o terceiro lugar no 1º Prêmio Melhores Práticas da A3P, na categoria Uso Sustentável dos Recursos, sub-categoria Melhor Gestão da Água. O concurso, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente, distribui prêmios para os órgãos e entidades do setor público que desenvolvem os projetos mais criativos e eficientes no cumprimento da Agenda Ambiental na Administração Pública, a A3P. A entrega da premiação ocorreu na terça-feira (1º), na Escola Superior de Magistratura Federal (Esmaf), durante o IV Fórum governamental de Gestão Ambiental na Administração Pública, em Brasília. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou do evento. O troféu, idealizado pelo designer e arquiteto Gilberto Genesini, foi entregue ao chefe do Parque Nacional do Iguaçu, Jorge Pegoraro, e ao presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Rômulo Mello. O ICMBio administra as unidades de conservação federais no País. Além do aquaIGUAÇU, a prefeitura de Ubatuba (SP) recebeu o primeiro prêmio com o seu programa Lixo Seletivo de Ubatuba, reconhecido como a melhor experiência na Gestão de Resíduos. Já na categoria Uso Racional dos Recursos Naturais: Melhor Gestão da Água o vencedor foi a prefeitura de Rio Branco (AC), pelo projeto Concurso de redação para o uso racional da água. A Caixa Econômica Federal recebeu dois troféus, sendo o primeiro lugar na categoria Uso Racional dos Recursos Naturais: Melhor Gestão de Energia, com o projeto "Etiquetagem de prédios públicos", e ou na categoria Inovação na Gestão Pública com a "Agenda da Caixa para a Sustentabilidade". O Programa aquaIGUAÇU, idealizado e coordenado pelo analista ambiental e engenheiro químico Carlos Alberto Ferraresi De Giovanni, atende a uma exigência do Ministério Público feita em 2005 para acompanhar os possíveis impactos gerados pela emissão de efluentes dos pontos de visitação do Parque Nacional do Iguaçu. Ele funciona na Escola Parque e tem atuado na readequação do tratamento dado aos efluentes gerados nas edificações internas da unidade, no incentivo e apoio às pesquisas em áreas afins e em parcerias com algumas atividades de Educação Ambiental desenvolvidas pela Escola Parque. (Fonte: Ascom/ICMBio)

Instituto promove consultas públicas para criar parque nacional e reserva biológica no Paraná

Brasília (04/12/09) – O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) promove, na próxima semana, consultas públicas no Paraná para discutir a criação de um parque nacional e uma reserva biológica. A iniciativa tem o apoio da Secretaria de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente. Podem participar das audiências representantes de órgãos ambientais locais, entidades públicas federais, estaduais e municipais, organizações não governamentais, proprietários de terras e representantes dos setores produtivos da região e a comunidade em geral. O parque nacional ficará entre os municípios de São José dos Pinhais, Guaratuba e Morretes e a reserva biológica entre as cidades de Antonina, Guaraqueçaba e Paranaguá. Os estudos técnicos já foram concluídos e serão apresentados durante as audiências. As duas unidades vão proteger remanescentes da Mata Atlântica e áreas de florestas de araucárias. A primeira consulta pública será no dia 8 (terça-feira), às 18h, na Câmara Municipal de Vereadores de São José dos Pinhais (Rua Veríssimo Marques nº 699, Centro). A segunda ocorre no dia 9 (quarta-feira), também às 18h, no salão paroquial da Igreja Matriz de Guaratuba (Avenida 29 de abril nº 51, Centro). A terceira consulta está marcada as 16h, no Teatro Municipal de Antonina (Rua Dr. Carlos Gomes da Costa s/n, Centro). Prevista na Lei que criou o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (Snuc), em vigor desde 2000, a consulta pública é um dos pré-requisitos para a criação de unidades de conservação (UC) no Brasil. Oferece oportunidade para que os diversos setores da sociedade opinem sobre a instalação da UC. SERVIÇO: Qualquer manifestação sobre o processo de criação destas unidades de conservação deve ser enviada por correio eletrônico para consultapublica@icmbio.gov.br ou por correspondência para : Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Diretoria de Unidades de Conservação de Proteção Integral (Direp), Coordenação de Criação de Unidades de Conservação (CCUC), EQSW 103/104, Bloco D, Complexo Administrativo, Setor Sudoeste - Brasília/ DF. CEP: 70.670-350. O prazo para recebimento de sugestões e contribuições é de 30 (trinta) dias após a realização da última consulta pública. Documentos sobre o processo de criação podem ser acessados pelos interessados no site do Instituto (http://www.icmbio.gov.br/).
(Fonte: Ascom/ICMBio)